Bemdito

DDD88

Já dizia Hilda Hilst: tu não te moves de ti
POR Jáder Santana

Já dizia Hilda Hilst: tu não te moves de ti

Jáder Santana
jaderstn@gmail.com

Quando escapei do DDD88 aos quinze anos senti que minha vida estava por começar. O DDD85 representava a possibilidade de tudo o que era impossível: o rock, o cinema, as festas, os desequilíbrios. E aí ele também se tornou pouco. De repente o que eu queria não estava sequer no +55. Fui parar no +598. Os desequilíbrios, as festas, o cinema, o rock. Durou menos ainda e comecei a fazer o caminho inverso. A pandemia me trouxe de volta ao princípio. Fugi do isolamento me isolando ainda mais. No DDD88, entendi o que Hilda Hilst quis dizer quando disse “tu não te moves de ti”. Senti que minha vida estava por começar. Essas são imagens da imensidão física e sonora do meu velho novo DDD.

Jáder Santana é jornalista e editor do Bemdito. Está no Instragam e Twitter.

Jáder Santana

Editor executivo do Bemdito, é jornalista e trabalhou como repórter e editor de cultura do jornal O Povo, onde também integrou o Núcleo de Reportagens Especiais. É curador da Festa Literária do Ceará e mestrando em Estudos da Tradução pela UFC.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.