Bemdito

Efêmeros possíveis (ou possíveis efêmeros)

(Foto: Alice Dote)

As possibilidades de uma cidade a partir de seus desequilíbrios, dobras e bifurcações

“O meu IMC é a medida da minha vergonha”

Foto: Eva Blue

A quem interessa que estejamos sempre insatisfeitas com nossos corpos e que evitemos os espelhos?

O esqueleto calcário dos corais

Foto: Georgette Douwma / Getty Images

O que de fato se perde quando a relação chega ao fim?

Você tem medo de quê?

Cena do filme "Onde vivem os monstros"

Para Lis, que enxerga no escuro, uma reflexão sobre medo e liberdade

Memórias de um navio fantasma

Foto: Marília Oliveira

O Edifício São Pedro conta, em primeira pessoa, parte de sua história

Manifesto do café sem discurso

Sobre lugares que ainda não foram pastichizados pelo design e pelos algoritmos

Uma indígena nos tribunais

Native Brazilian Indian dance at the Saint Joseph Mission (Jean-Baptiste Debret)

Francisca ganhou a liberdade após processar a mulher que a escravizou, mas o caso chegou às mãos da Igreja

WhatsApperização da vida

Ilustração: Nastya Ptichek (da pintura Summer Evening, Edward Hopper)

Ou como transformar limão em limonada

Querida mamãe

Saudade (Almeida Júnior)

Estudo tenta explicar a saudade e mostra que ela é importante para perpetuar as lembranças e fazer nossa vida ter mais sentido

A cilada dos espelhos

Foto: Woman in the mirror (Lisa Kramer)

Um breve ensaio sobre o equilíbrio entre a busca da vida com todos os seus riscos e a fuga da própria aniquilação