Bemdito

Na aquarela do Brasil carcerário só existe uma cor

Detalhe do poster do filme "Carandiru", de Héctor Babenco

Quando a etnia, a classe social e o gênero são fatores determinantes de nossa liberdade

O riso da cara e o siso do sangue

Cena do filme "Abril despedaçado"

Os laços de sangue a partir dos filmes “Abril despedaçado”, “Incêndios” e “Lion”

Das águas que passam e da lama que fica

Cena do filme "Das águas que passam", de Diego Zon

O rompimento da barragem de Samarco a partir de dois filmes sobre o antes e o depois

Brasil em chamas: desterro e desastre

A missionária Dorothy Stang, morta em 2005 (Foto: Carlos Silva/Divulgação)

Uma reflexão sobre o desastre ambiental brasileiro a partir dos filmes “Xingu” e “Mataram irmã Dorothy”

O que o brasileiro vê quando se olha no espelho?

Reprodução do filme "Madame Satã"

O cinema nacional: uma reflexão poética de “Bye Bye Brasil”, “Lavoura Arcaica”, “Madame Satã” e “Cinema, aspirinas e urubus”

Quem são os loucos?

Cena do filme "Nise - O Coração da Loucura"

Um ensaio sobre a sanidade em “Um estranho no ninho”, “Bicho de sete cabeças” e “Nise – o coração da loucura”

A vida já foi mais simples?

O ordinário nos filmes “Pequena Miss Sunshine”, “Boyhood” e “Paterson”

Quem tem direito à literatura?

As encarnações do diabo nos filmes “O nome da rosa”, “Fahrenheit 451” e “Que horas ela volta?”

Para todos os corpos: a dança

Ao final de “Dirty Dancing”, uma prece corporal eleva o espectador em busca de êxtase e salvação

Quem tem medo de Ferris Bueller?

Foto: Divulgação

Quem fomos e o que sonhamos ser quando jovens: uma reflexão com base nos filmes “Curtindo a vida adoidado”, “Conta Comigo” e “Agora e Sempre”