Bemdito

Como é que se diz “eu te amo”?

Foto: Henri Cartier-Bresson

Uma felicitação poética de Dia dos Namorados com clássicos da literatura amorosa para os leitores do Bemdito

A escritora que eu gostaria de ser

EDINBURGH, SCOTLAND - AUGUST 17: American novelist and essayist Siri Hustvedt attends a photocall during the annual Edinburgh International Book Festival at Charlotte Square Gardens on August 17, 2017 in Edinburgh, Scotland. (Photo by Roberto Ricciuti/Getty Images)

Como a mente intensa, talentosa, inventiva e incendiária de Siri Hustvedt nos ensina a pensar, ler e escrever melhor

O que o punk me ensinou sobre tempos difíceis

Nascido de uma juventude desiludida, o punk lembra que a dor não deve ser reprimida e que os adultos não vão nos salvar de nossas rachaduras

O coração das pessoas é maior que os manicômios

The Desperate Man (Gustave Courbet)

Entre as relações de poder e as bordas sociais, morais e psicológicas da sanidade

Genialidade, loucura e xadrez

Foto: Phil Bray/Netflix

Série de sucesso da Netflix, O gambito da rainha explora com maestria derrotas e delírios demasiadamente humanos na vida e no jogo

Meus dias com Marilyn

Culta, admiradora da pintura renascentista, leitora de literatura e poesia, Marilyn se sentia humilhada por ser vista como símbolo sexual

Um dia prometi que nunca mais iria escrever

Como a batalha com as palavras no processo criativo revela que não há escrita sem angústia, medo e sofrimento

“Pai, por que me abandonaste?”: paternidade na literatura

Como a literatura revela o que aprendemos e desaprendemos com a beleza e a sombra de sermos pais e filhos

Os viciados e os segredos dos seus vícios

O que o consumo de drogas prescritas ou ilícitas dizem sobre o meio social de seus consumidores e produtores

Dos escombros, só restou a palavra

Foto: AP Photo

Como a contemplação do belo, em tempos de barbárie, pode nos fazer suportar o minuto seguinte desta temporada no inferno